MARABÁ PAULISTA

MARABÁ PAULISTA



MARABÁ PAULISTA



MARABÁ PAULISTA



MARABÁ PAULISTA



MARABÁ PAULISTA - Presidente Alves




Memorial

MARABÁ PAULISTA
MARABÁ PAULISTA
Presidente Alves

Prefeitura Municipal de Marabá Paulista

Rua Cafelândia, 135
CEP: 19430-000
Fone: (18) 3996-1142 | 3996-129
Email: marabapaulista@marabapaulista.sp.gov.br
Site: www.marabapaulista.sp.gov.br

HISTÓRICO

 

A ORIGEM
O município de Marabá Paulista, localiza-se na Região de Presidente Prudente e teve sua origem em um povoado do município de Presidente Venceslau, denominado “AREIA DOURADA”, o local era constituído por duas grandes propriedades que perfaziam a sua área total, as Fazendas Santo Antônio e Ribeirão das Antas.

FUNDAÇÃO DO POVOADO
Em 1938, vários colonos, mormente nordestinos, iniciaram o povoado de Areia Dourada, tendo na época, a cultura de algodão como sua principal fonte de renda. Com o passar dos anos, além dos nordestinos vieram os comerciantes imigrantes da Espanha, Itália, e também do Japão. Marabá Paulista teve muitos fundadores, dentre eles se destacam os senhores: João Ambrósio, Emiliano Vilanova, Ênio Pepino, Lucio Mariano Pero, José Maria da Mota e Midiseu Coreda. O senhor Ênio Pepino era o proprietário das terras do perímetro urbano do povoado, e fez a doação dessas terras para a implantação do município de Marabá Paulista.

CRIAÇÃO DO DISTRITO
Seis anos depois, em 30 de novembro de 1944, pelo seu grande desenvolvimento e progresso, foi elevado à categoria de Distrito de Paz, através do Decreto Lei Estadual nº 14334, com a denominação de Areia Dourada, (foi lhe dado este nome porque naquela localidade podia se encontrar uma grande quantidade de areia branca), pertencente ao município de Presidente Venceslau.

ORIGEM DO NOME
Segundo o “Pequeno Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa” de autoria de Aurélio Buarque de Holanda Ferreira, o nome MARABÁ significa “MESTIÇO DE FRANCES COM ÍNDIO” ou “FILHO DE ÍNDIO COM BRANCO”.

A LUTA PELO DESENVOLVIMENTO
O município de Marabá Paulista pratica lavoura de subsistência, a pecuária está em declínio. Um dado significativo é que Marabá Paulista está entre os dez municípios com maior número de famílias em ocupação dos Movimentos Sócios Territoriais, destacando-se o Movimento dos Sem Terra - MST. O comércio da cidade é pequeno, sendo que a população tem por hábito fazer suas compras nas cidades vizinhas. O município possui uma única Agência Bancária o “Banco do Brasil”, e também um posto do Banco Bradesco na Agência dos Correios local. Possui casa lotérica, e algumas repartições públicas como: posto de saúde, um presídio e cinco escolas. No entanto, a maioria dos bancários e funcionários estaduais, e ainda, alguns municipais moram em cidades vizinhas, isto quer dizer que tais estabelecimentos pouco colaboram para a diminuição do índice de desemprego dos moradores da cidade. Levando-se em conta que a população adulta, na sua maioria não possui qualificação para o “mercado” de trabalho, com um baixo nível de escolaridade, sendo compostos por assentados, arrendatários e pequenos proprietários, que trabalham em empregos temporários nos cortes da cana de açúcar, lavouras e em outros serviços inerentes ao meio rural. O êxodo rural foi marcante na década entre 1980 e 1991, atingindo uma taxa de 49,18% de acordo com dados do IBGE, senso de 1991. Os recursos sócios culturais são praticamente inexistentes, resumindo-se a poucos eventos que ocorrem esporadicamente.
O município de Marabá Paulista, situado a oeste do Estado de São Paulo, é o 4º maior município do Estado de São Paulo em extensão territorial, medindo 917 km2. È considerada a cidade das melhores festas populares da região.

REFORMA AGRÁRIA
Em 30 de setembro de 1989 foram desapropriadas duas fazendas do município para a Reforma Agrária. Da Fazenda Areia Branca foram desapropriados pelo INCRA 1.873 hectares. A Fazenda Santo Antônio também foi desapropriada pelo ITESP em 1999, onde 73 famílias foram assentadas.

AS PRIMEIRAS CONSTRUÇÕES
As primeiras construções na cidade eram simples e de madeira. Algumas, as mais resistentes ainda podem ser vistas até hoje na cidade, como o prédio da antiga prefeitura, situado na Rua Arcanjo Miguel Pero, e um prédio antigo existente na Avenida Álvaro Antunes Coelho,atual Avenida Dr. Álvaro Coelho. Atualmente, a cidade possui a maioria das casas construídas em alvenaria. Existem poucas casas de madeira em Marabá, mas o índice de construções é baixo, devido à carência financeira da população. As principais vias públicas são: a Avenida Álvaro Antunes Coelho atual Avenida Dr. Álvaro Coelho, Rua Cafelândia, Rua Arcanjo Miguel Pero, Rua Coronel José Marcondes, Rua Manoel Pereira Goulart e Rua José Teodoro.

VISITAS ILUSTRES
Visitaram o município de Marabá Paulista, na época em que foram Governadores do Estado de São Paulo, o Governador Dr. Mário Covas, Orestes Quércia, Paulo Salim Maluf, Dr. Paulo Egídio Martins (que fez um grande comício), a Deputada senhora Bia Pardi, que veio atender um pedido da escola local, para palestrar sobre o plebiscito Parlamentarismo e Presidencialismo.

CRIAÇÃO E EMANCIPAÇÃO DO MUNICÍPIO
O Distrito foi elevado à categoria de Município da Comarca de Presidente Venceslau, com sede na vila de igual nome (ex Areia Dourada) e com território desmembrado do município de Presidente Venceslau, através do Decreto Lei Estadual nº 2456, em 30 de dezembro de 1953. Sua instalação verificou se em 1º de janeiro de 1954. Como município, ficou constituído de um único distrito: o de Marabá Paulista, que pertence a 102ª Zona Eleitoral. A primeira eleição realizada em Marabá Paulista, elegeu como Prefeito o senhor Lúcio Mariano Pero e para Vice Prefeito o senhor Atayde Gomes. Eles foram empossados em 01 de janeiro de 1955, pelo Juiz de Direito de Presidente Venceslau, Dr.  Francisco Matera. O mandato durou de 1955 a 1958. Os vereadores eleitos nessa primeira eleição foram: Amador Rocha Neto (Presidente da Câmara), Expedito Pimenta Xavier (Vice-presidente),José Inácio dos Santos, Francisco Bueno Brandão, João Augustinho Panucci, Cassiano Martins dos Anjos, Silvino José Decarli, Adão Lima e Nauridin Alvarenga.
Gentílico: Marabense
 

GALERIA DE PREFEITOS

 

LÚCIO MARIANO PERO 1955 à 1958
JOÃO AUGUSTINHO PANUCCI 1959 à 1962
SEBASTIÃO FURLAN 1963 à 1966
JOÃO AUGUSTINHO PANUCCI 1967 à 1969
HAMILTON SEBASTIÃO SILVA 1970 à 1972
NELSON APARECIDO DA SILVA 1973 à 1976
HAMILTON SEBASTIÃO SILVA 1977 à 1982
ELISEU FONSECA DA ROCHA 1983 à 1988
HAMILTON SEBASTIÃO SILVA 1989 à 1992
ELISEU FONSECA DA ROCHA 01/01/1993 à 31/12/1996
HAMILTON SEBASTIÃO SILVA 01/01/1997 à 31/12/2000
JOSÉ DE SOUZA 01/01/2001 à 31/12/2004
JOSÉ MONTEIRO DA ROCHA 01/01/2005 à 31/12/2008
JOSÉ MONTEIRO DA ROCHA 01/01/2009 à 31/12/2012
HAMILTON LAYRES DE SALES 01/01/2013 à 31/12/2016
MIGUEL DUARTE COSTA 01/01/2017 à 31/12/2020

OBS.: O Sr. LÚCIO MARIANO PERO, foi o primeiro Prefeito de Marabá Paulista.

 





Acervo Digital

Com a ajuda de vários colaboradores reunimos um acervo de fotos antigas desta cidade. Caso você tenha fotos antigas desta cidade, contribua conosco, enviando-as para o e-mail: contato@memorialdosmunicipios.com.br

Clique nas imagens abaixo para aumentá-las:

Faço parte dessa história
Empresas que fazem parte da história desta cidade.
Utilizamos seus dados para analisar e personalizar nossos conteúdos e anúncios durante a sua navegação em nosso site. Ao navegar pelo site, você autoriza o nosso site a coletar tais informações e utilizá-las para estas finalidades. Em caso de dúvidas , acesse nossa Política de Privacidade.
Entendi.